1 de nov de 2012

CESVI Brasil fez teste de impacto no chinês JAC J6, confira o resultado.

CESVI Brasil fez o teste de impacto no JAC J6
O Centro de Experimentação e Segurança Viária - CESVI Brasil executou o teste de impacto na minivan JAC J6, o chamado crash-test foi aplicado na parte dianteira e traseira do carro e obteve resultado  considerado intermediário no ranking CAR Group que estabelece uma espécie de performance onde são atribuídos pontos de acordo com o resultado do teste de impacto.

Você pode saber mais sobre o objetivo dos testes aplicados pelo CESVI Brasil acessando o site: www.cesvibrasil.com.br

Confira abaixo na íntegra o resultado do teste de colisão aplicado no JAC J6.

Impacto dianteiro
 
A J6 possui um absorvedor de polipropileno, que tem a função de absorver parte da energia do impacto em colisões de baixa velocidade. Esse absorvedor exerceu de forma satisfatória a sua função, pois evitou que componentes mecânicos, como o radiador, o eletroventilador e o condensador do ar-condicionado, não fossem atingidos nesse tipo de simulação.
 
Porém, a ausência do crash-box fez com que uma grande quantidade de peças tivesse de ser substituída na parte dianteira. Houve necessidade do processo de estiramento, além da substituição parcial da longarina dianteira esquerda, da travessa inferior do radiador e dos alojamentos dos conjuntos ópticos.
 
O alto custo da reparação dianteira, quando comparado com o de seus concorrentes, foi o fator que influenciou para a terceira colocação do veículo no ranking CAR Group de sua categoria.
 
Todos esses componentes tiveram de ser substituídos: capô, dobradiças do capô, para-choque dianteiro, suporte inferior de fixação do para-choque, grade do radiador moldura central de fixação da placa, moldura do farol de neblina, absorvedor de impacto, presilhas de fixação do absorvedor de impacto, travessa frontal, conjuntos ópticos, alojamentos dos conjuntos ópticos, travessa inferior do radiador, longarina da lateral esquerda, para-lama, para-brisa, grade do para-brisa, presilhas de fixação (grade do para-brisa, para-barro, para-choque), suporte de fixação da bateria, ressonador do motor e ponta do duto de entrada do ar de admissão do motor.
 
Impacto traseiro
A região traseira da J6 não possui um crash-box ou um absorvedor de impacto, mas conta com uma travessa central que também tem a função de minimizar danos em colisões de baixa velocidade.
Essa travessa minimizou os danos, possibilitando o reparo de peças como a longarina do lado direito, o painel traseiro, o reforço inferior do painel traseiro, o fechamento desse painel, o assoalho traseiro, o complemento do assoalho, a lateral traseira, a caixa de roda, a soleira traseira e o suporte de fixação do escapamento.
Outro aspecto positivo da análise da traseira foi o fato da tampa traseira não ter sido atingida no impacto.
Os altos tempos de trabalho na bancada, mais funilaria e pintura, contribuíram para a classificação intermediaria da J6 na categoria minivan média.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...