1 de out de 2012

Chery inicia recal envolvendo Cielo e Tiggo, ao todo são 12.462 unidades no Brasil.

A Chery anunciou recal envolvendo a soma 12.462 unidades dos modelos Cielo e Tiggo que rodam no Brasil, o chamamento visa trocar peças com material tóxico e inicia nesta segunda-feira(1/out).

As 12.462 unidades atingidas usam peças que contêm amianto na composição para vedações no motor e escapamento, no Brasil o amianto tem restrição de uso em veículos por ser nocivo podendo causa câncer. Apesar do alerta, o perigo não atinge os ocupantes e sim os profissionais que precisam fazer manutenções no motor e escapamento por causa da exposição direta.

Abaixo a lista de modelos, chassis e data de fabricação.

Tiggo
Fabricados no Uruguai:
Chassi mais antigo: 9UJDB14B7AU003549 (data de fabricação 11 de fevereiro de 2010)
Chassi mais novo: 9UJDB14BXCU007534 (data de fabricação 17 de agosto de 2011)
Fabricados na China:
Chassi mais antigo: LVVDB14BXBD010310 (data de fabricação: 09 de abril de 2010)
Chassi mais novo: LVVDB14B2CD037938 (data de fabricação: 22 de agosto de 2011)

Cielo
Cielo Sedan:
Chassi mais antigo: LVVDC11B0BD011015 (data de fabricação: 24 de maio de 2010)
Chassi mais novo: LVVDC11B7CD044983 (data de fabricação: 21 de setembro de 2011)
Cielo Hatch:
Chassi mais antigo: LVVDB11B1BD011110 (data de fabricação: 24 de maio de 2010)
Chassi mais novo: LVVDB11B0CD045122 (data de fabricação: 22 de setembro de 2011)

Fonte:  Auto Esporte/G1

Um comentário:

  1. Estou passando por uma situação de completa falta de respeito desde Dezembro de 2012.
    Como todos os proprietários de um veículo Chery sabem as poucas concessionárias Chery não fazem as revisões como deveriam ser feitas e cobram absurdos valores dos proprietários - comigo não foi diferente quando eu fiz a primeira revisão, após ter retirado um TIGGO em fevereiro de 2009 da Concessionária Shangai, depois de muita enrolação, atraso na entrega e cheguei a ir até a concessionária para cancelar e não respeitaram o meu direito, se negando a cancelar a venda do veículo, mas como já tínhamos passado muito nervoso, acabamos por retirar o veículo.
    Devido a isso, passei a fazer as revisões em uma oficina de confiança desde então.
    Em Novembro de 2012, parei na mesma oficina para fazer uma nova revisão, onde segundo o manual, deveria ser feito além de outras coisas a troca da correia dentada, o que foi feito conforme o manual - e para a minha surpresa, em Dezembro de 2012, menos de 20 dias depois da troca, na semana anterior ao Natal, à mesma veio a se quebrar nos deixando parados na rua, tendo o veículo que ser rebocado e o mecânico ao abrir para ver o que tinha acontecido, a surpresa acima descrita, correia quebrada, de péssima qualidade, ocasionando um prejuízo enorme por conta disso.
    Bom, como a peça era original e comprada em uma concessionária Chery, segundo o mecânico em defesa da Mercadocar Guarulhos, tinha que ser acionado a garantia da peça, o que foi feito desde o ano passado e até hoje (24/01/2013) a mesma não assumiu a sua responsabilidade, segundo relatos da Mercadocar para com o mecânico, indo contra o Código de Defesa do Consumidor.
    E se não bastasse à falta de respeito, segundo o mecânico, nesta segunda-feira (21/01/2013) esteve em sua oficina, um motorista da concessionária Vigorito com o veículo da mesma concessionária, entregando outra correia dentada para o mesmo, sem a devida embalagem, mas com as gravações da marca na correia, o que não havia na outra que se quebrou.
    Vigorito(Chevrolet) com a Chery - qual a ligação?
    Estou tendo um gasto enorme diariamente por conta da falta do veículo.
    Fica aqui o aviso e estou aguardando a mais de um mês uma posição da CHERY e da MERCADOCAR.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...