6 de ago de 2012

Veja como foi a evolução do EcoSport até a nova geração 2013.

Finalmente depois de intensa divulgação desde janeiro deste ano que se estendeu por redes sociais, flagras, sites e blogs independentes, a Ford apresentou oficialmente neste domingo(05) em Natal/RN o novo EcoSport. Aliás um capítulo a parte para os blogs que talvez tenham sido um dos principais responsáveis por multiplicar informações do SUV.

Aproveitando o momento de lançamento, a Revista Quatro Rodas elaborou com imagens e comentários a evolução do EcoSport até a geração lançada no último domingo.

Confira a história.
Fonte e comentários nas imagens: Revista Quatro Rodas

Vedete do Salão do Automóvel de 2002, o EcoSport chegou às ruas no ano seguinte e causou correria às concessionárias
Todo mundo queria conhecer melhor o jipinho derivado do Fiesta, lançado nas versões XL, XLS e XLT e com motores 1.0 Supercharger e 1.6 Zetec RoCam
Nem alguns defeitos de projeto e o acabamento espartano demais para um carro tão caro impediram o sucesso do Eco
A tampa traseira com abertura lateral podia não ser prática, mas dava ao EcoSport um charme antes restrito aos modelos importados
A versão 2.0 16V com câmbio automático nunca foi a mais vendida, mas era procurada por quem desejava mais desempenho
Saídas de ar do Fiesta e excesso de plástico na cabine: com o tempo, alguns donos reclamavam do excesso de ruídos na cabine
Em abril de 2004, foi a vez do EcoSport ganhar a versão 4WD, equipada com um sistema de tração nas quatro rodas com tecnologia Mazda - herança dos tempos em que a marca japonesa era controlada pela Ford
Embora tivesse o auxílio da tração 4x4, o EcoSport não foi projetado para encarar atoleiros e trilhas acidentadas, justamente por ser derivado de um hatch urbano
A posição de dirigir elevada, característica adorada por dez entre dez proprietárias de SUVs, fez o EcoSport virar o queridinho delas
Os indicadores de combustível e temperatura do motor digitalizados dificultavam a leitura rápida, mas os relógios de velocímetro e conta-giros eram fáceis de visualizar
No final de 2007, a Ford realizou sua primeira reestilização: na frente, mudaram faróis, grade e para-choque
Atrás, as mudanças foram mais comedidas: apenas as lanternas ganharam elementos circulares pronunciados
Junto com a reestilização veio a versão Freestyle, que mais tarde se tornaria um sucesso de vendas
As evoluções também atingiram o interior, que ganhou materiais mais agradáveis de ver (e tocar) e um esmero maior no isolamento acústico para minimizar os indesejados ruídos
A última mudança santes da desejada nova geração aconteceu no começo de 2010, quando a Ford trouxe uma nova grade frontal e um capô redesenhado com direito ao nome EcoSport, inspirado nos modelos da Land Rover
Por dentro, quase nada mudou: somente novos revestimentos de bancos e portas foram incorporados à linha para esperar a chegada da nova geração
Enfim, uma geração totalmente nova: tudo muda no EcoSport a partir de setembro de 2012, quando o modelo chega às lojas; agora global, o jipinho amadureceu e ousa até enfrentar rivais de outras categorias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...